Compartilhe...
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Se a intenção do grupo alemão Gamma Ray foi chamar a atenção do público e da mídia para esse novo trabalho, usando como artifício uma pseudo continuação do clássico da banda lançado em 1995, acho melhor mudar a estratégia, pois essa não colou.

O cd Land of the Free original, tinha um Kai Hansen empolgado e num momento criativo de dar inveja, enquanto seu companheiro de grupo, Ralf Scheepers, sonhava em ser o novo vocalista do Judas Priest. Kai além de ser o responsável pela criação da onda maléfica conhecida como metal melódico, hoje ao invés de se vangloriar desse “status”, acabou preso em sua própria invenção.

Esse novo trabalho da banda é uma colcha de retalhos da carreira de Kai Hansen. É como se ele tivesse pego todos os riffs que já tocou e montasse Franksteins sonoros. Todas as músicas lembram alguma coisa. A quarta faixa “Mother Earth” é uma cópia deslavada de Ride the Sky do Helloween. A faixa seguinte “Rain” tem alguma coisa de Push e de algumas músicas do The Time of The Oath, também do Helloween. Se o Helloween não vai lá muito bem das pernas, copiar seus amigos não vai ajudar muito. Seria como um cego guiando o outro no meio de um tiroteio. Na nona faixa “Opportunity”, chegar a ser descarado, quando algumas passagens da música lembram claramente The Clairvoyant do Iron Mainden.

Mas o disco tem bons momentos, como nas faixas: Into the storm, que abre o cd e Real World.

 

Gênero: Power Metal
País: Alemanha
Versão: Nacional
Tipo: CD
Gravadora: Nuclear Blast

Faixas
01. Into The Storm
02. From The Ashes
03. Rising Again
04. To Mother Earth
05. Rain
06. Leaving Hell
07. Empress
08. When The World
09. Opportunity
10. Real World
11. Hear Me Calling
12. Insurrection

Site: http://www.gamma-ray.com


Compartilhe...
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •