Compartilhe...
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Originários de Essen, na Alemanha, o Kreator surgiu por volta de 1984, ainda com o nome de Tormentor. O trio era formado por Milan “Mille” Petrozza (guitarra e vocal), Rob Fioretti (baixo) e Jörgen “Ventor” Reil (bateria).

Já conhecidos como Kreator, o primeiro álbum da banda foi lançado em 1985, pela gravadora alemã Noise, que os contratou pela sonoridade agressiva e poderosa. Mesmo com a produção do álbum simples, o disco foi muito procurado pelos fãs da crescente cena alemã de thrash metal.

Rumo ao topo, em 1986 o Kreator lança seu segundo álbum batizado de “Pleasure To Kill”, e nesse ano o trio vira quarteto com a entrada de Jorg Tritze como segundo guitarrista.

Já bem conhecidos na Europa, a banda lança em 1987 o EP “Flag Of Hate” e no ano seguinte o excelente álbum “Terrible Certainty”. Em 1988 o grupo sofre sua primeira mudança de formação, sai o guitarrista Tritze e entra Frank “Blackfire” Gosdzik, recém-saído do Sodom. Frank participou no mesmo ano da gravação do EP “Out Of The Dark, Into The Light”.

Com a formação já estabilizada o Kreator lança álbuns que se tornaram clássicos do thrash metal mundial. Começando por “Extreme Agression” lançado em 1989, onde o destaque fica com a faixa “Betrayer”, que inclusive teve video-clip. Mas é em 1990 que a situação fica melhor ainda para a banda, o lançamento de “Coma Of Souls”, grandes tours pelo mundo e o excelente home-vídeo “Hallucinative Comas”. Assim, o Kreator inicia a década de noventa com o pé direito.

Alguns críticos e fãs mais ardorosos do grupo dizem que o ano de 1992 foi um tanto confuso para o Kreator. Isso acontece devido ao lançamento de “Renewal”, o sexto trabalho de estúdio do grupo.

A sonoridade mais crua e violenta registrada no começo da carreira aliado ao som técnico e trabalhado dos dois últimos álbuns foram colocados de lado. A banda apostou em uma sonoridade mais industrial, com solos curtos e precisos. Os vocais de Mille sofreram enormes mudanças de timbre, chegando a ficar irreconhecível no cd. Mas esses fatores em momento algum tiraram o mérito do grupo, já que o álbum possui excelentes músicas como: “Europe After the Rain” e “Renewal”, a faixa título.

Os fãs mais antigos e parte da mídia “especializada” torceu o nariz para essa “renovação” da banda. Renewal, marca a despedida de dois integrantes, o baterista Ventor que foi substituído pelo ex-batera do Whiplash, Joe Cangelosi e o baixista Rob Fioretti substituído por Christian Geisler. Ambos estavam na banda desde seu início. E foi na turnê de Renewal que o Kreator estreou em solo brasileiro em 1992.

Em 1995 após o lançamento do álbum “Cause For Conflict”, a banda passa por uma nova mudança, sai o guitarrista Gosdzik e no seu lugar entra Tommy Vetterli (Ex-Coroner), além disso, Mille consegue trazer de volta o excelente baterista Ventor.

Mais de dez anos se passaram desde o primeiro álbum e nada melhor que uma coletânea para mostrar aos novos fãs o que a banda já fez. E é isso que o Kreator justamente faz. Em 1996 “Scenarios Of Violence” é lançado. No ano seguinte a banda passa por mais uma renovação sonora com o lançamento do obscuro e atmosférico “Outcast”.

Seguindo esse novo direcionamento musical em 1999 o Kreator lança mais um excelente álbum, “Endorama”. Esse trabalho da banda ainda trouxe um Kreator com sonoridade técnica, mas as musicas ficaram arrastadas, com atmosferas soturnas e algumas melodias meio góticas. Esse álbum traz a participação especial de Tilo Wolff vocalista do Lacrimosa.

Com mais uma coletânea “1985-1992 Life Past Trauma”, lançada em 2000 a banda preparou sua volta às raízes thrash metal. E o lançamento de “Violent Revolution” em 2001 é uma mostra disso, sem tirar em momento algum o pé do acelerador. A banda visitou o Brasil novamente para shows com o Destruction.

Para comemorar a boa fase da banda, o Kreator lançou em 2003 o cd e dvd: Live Kreation. O material reúne músicas gravadas ao vivo em diversas cidades do mundo, inclusive no Brasil.

Se o Kreator já havia dado provas mais do que suficientes em Violent Revolution, que havia retornado as suas raízes thrash metal, com Enemy Of God (2005) a sentença foi cumprida. Até hoje a banda colhe os ótimos frutos desse lançamento. Considera um dos melhores álbuns de 2005, Enemy of God levou novamente o nome da superpotência do thrash metal alemão às alturas. Mais uma vez a banda retorna ao Brasil, que parece ser destino garantido para suas turnês.

Com as ótimas apresentações pelo mundo da tour de Enemy of God, em 2008 o Kreator lança um dvd pra lá de especial. É At The Pulse Of Kapitulation resgata toda a energia de um show da banda, gravado com músicas de shows realizados pela banda em diversas partes do mundo. Um item indispensável para os fãs do grupo.

Seguindo a tradição de lançar ótimos cds, o grupo retorna em 2009 com mais um grandioso trabalho de estúdio: Hordes of Chaos. Com o mesmo line-up dos últimos trabalhos, o Kreator massacra o ouvinte com 12 explosões atômicas de thrash metal.

 

Gênero: Thrash Metal
País: Alemanha

Formação mais Recente:
Mille Petrozza – Vocal e Guitarra
Yli-Sirniö – Guitarra
Christian Giesler – Baixo
Jürgen Reil – Bateria

http://www.kreator-terrorzone.de


Compartilhe...
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •