Compartilhe...
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

disco Master of Puppets (1986) do Metallica representou o final do contrato de licença entre a gravadora inglesa Music for Nations (MFN) e o Metallica. Dessa forma a empresa Q Prime, que gerencia a banda até hoje, negociou na época com a Phonogram uma “major” que poderia representar muito melhor o Metallica na Europa.

Sendo assim, a Music for Nations se viu sem a sua galinha dos ovos de ouro e ainda perdeu a licença sobre os três primeiros discos da banda para a Phonogram.

Antes de expirar o prazo definitivo, o presidente da Music for Nations deu sua cartada final, lançando uma edição especial do Master of Puppets em versão LP duplo.

A MFN alegou que fez essa versão do disco com os sulcos mais largos, que tornam o som do disco mais cristalino. “Não vou dizer que era melhor”, admitiu Gem Howard, “mas era mais alto. Porque você consegue mais volume quando grava em 45 RPM num disco de doze polegadas, porque há mais espaço nos sulcos, o que melhora o som…Soa risível hoje, mas, na época, a molecada nos escrevia dizendo como a qualidade do som era maravilhosa, e vendemos milhares de cópias. Incrível.”

Gem disse que o valor final das vendas europeias e britânicas, combinadas, dos três álbuns do Metallica pela Music for Nations, ultrapassa 1,5 milhão de cópias, ou “cerca de 500 mil cópias cada”. Master permanece como o maior campeão de vendas lançado pela Music for Nations.

Essas informações e muitas outras você encontrará no livro Metallica – A Biografia, escrito pelo jornalista Mick Wall.

Você pode encontrar o livro nas seguintes lojas:

Submarino: http://www.submarino.com.br/produto/1/24083889/metallica:+a+biografia

R$ 34,90

Americanas:
http://www.americanas.com.br/produto/110752182/livros/literaturaestrangeira/geral/livro-metallica-a-biografia

R$ 34,90


Compartilhe...
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •