Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/filipe5/metalzone.com.br/site/materias/materia.php:1) in /home/filipe5/metalzone.com.br/Connections/conn_metalzone.php on line 18

Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/filipe5/metalzone.com.br/site/materias/materia.php:1) in /home/filipe5/metalzone.com.br/Connections/conn_metalzone.php on line 22
Metal Zone | Entrevistas | Sirenia | Revista Digital sobre Heavy Metal, Black Metal, Thrash Metal, Death Metal, Rock. Com resenhas de shows, cds, promoções, entrevistas, bandas de garagem, demo-tapes, cds demo.
Selo Generale traz, pela ótica de Ron Wood, os bastidores de uma das bandas mais importantes do mundo.

Gêneros:

MP3 Download

Schizophrenia

Fight The Fear
(Thrash Metal) Tamanho: 5.98 mb

Schizophrenia
baixar mp3
baixar mais músicas
Dicas de Cds

Miasthenia

Legados do Inframundo
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Miasthenia
10/10
Ler Resenha

Miasthenia

Batalha Ritual
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Miasthenia
10/10
Ler Resenha

Unearthly

Infernum - Prelude To A New Reign
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Unearthly
10/10
Ler Resenha

Krieg

The Black House
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Krieg
9/10
Ler Resenha

Thorny Woods

Lôbrego Macilento Prelúdio
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Thorny Woods
10/10
Ler Resenha

Bethlehem

Mein Weg
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Bethlehem
9,5/10
Ler Resenha

Nervochaos

Quarrel in Hell
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Nervochaos
9,5/10
Ler Resenha

Paradise in Flames

Devil From the Sky
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Paradise in Flames
8,5/10
Ler Resenha

Cradle of Filth

The Manticore And Other Horrors
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Cradle of Filth
8/10
Ler Resenha

Barathrum

Anno Áspera 2003 Years After the Bastard´s Birth
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Barathrum
8,5/10
Ler Resenha

Salacious Gods

Piene
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Salacious Gods
8,5/10
Ler Resenha

Graveworm

(N)Utopia
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Graveworm
9,5/10
Ler Resenha

Ajattara

Tyhjyys
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Ajattara
9/10
Ler Resenha

Crux Caelifera

Ad Lucifer Aeternam Gloriam
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Crux Caelifera
9/10
Ler Resenha

Sear Bliss

Forsaken Symphony
(Black Metal)
Por: Filipe Souza

Sear Bliss
9/10
Ler Resenha



 Entrevistas

Metal Zone Home Entrevistas → Sirenia
Sirenia

Sirenia

Gênero: Black Metal
País: Noruega

Formação mais Recente:


http://www.sirenia.no

PUBLICIDADE Assassin - Breaking the Silence
Videos

Cradle of Filth

Nymphetamine




Sirenia

Sirenia: As mulheres definitivamente revolucionaram a cena do heavy metal nos últimos 20 anos

Por: Costábile Salzano Jr (press@theultimatemusic.com)
19/10/2011

Com o prestigio de ser considerada uma das maiores bandas de Gothic Metal da atualidade, o Sirenia está de volta ao Brasil para divulgar o álbum "The Enigma of Life", lançado pela gravadora Nuclear Blast Records. Os noruegueses se apresentam em São Paulo (29 e 30 de outubro - Blackmore Rock Bar) e Rio de Janeiro (2 de Novembro - Recreativo Caxiense).

O grupo atualmente vive um período de glórias e não esconde a felicidade por crescer no tão concorrido cenário do heavy metal. A reportagem conversou com o lider Morten Veland para saber como está a expectativa dos músicos para reencontrar seus obcecados fãs brasileiros, a repercussão do novo álbum, o músico discorreu sobre a importância das mulheres no cenário e revelou que já está pensando no próximo disco.


O que o público brasileiro pode esperar dessa nova passagem do Sirenia pelo Brasil?

Morten Veland: Nós realmente estamos muito ansiosos para voltar ao Brasil. Temos memórias maravilhosas dos shows no Rio de Janeiro e São Paulo da nossa última turnê por ai e, com certeza, teremos grandes momentos desta vez também. É sempre um grande prazer tocar para o público brasileiro, vocês detonam! Nós definitivamente iremos dar nossa melhor performance para vocês.

O que você pode adiantar sobre o repertório dos shows. Alguma surpresa?

Morten Veland: Desta vez, preparamos um longo set list. Tocaremos músicas de todos os nosso álbuns. Então, espero fazer todos os nossos fãs felizes mesmo que eles prefiram as novas ou velhas composições.

O Sirenia já gravou bons discos. Qual é a sua determinação na hora de compor? O que te inspira?

Morten Veland: Eu sempre compus do fundo do meu coração e escrevo do fundo da minha alma. Isto aconteceu desde o começo da minha carreira. Minha maior inspiração para compor é o outono e o inverno norueguês. É desta forma que desencadeio os meus sentimentos para criar música e assim por colocar meus sentimentos nas canções. Minha vida é minha maior inspiração para as minhas letras.

Você acredita que está é a melhor fase do Sirenia?

Morten Veland: Acredito que o Sirenia sempre teve uma personalidade, mas agora exploramos coisas novas em nosso conceito musical. Podemos dizer que sim.

Na minha opinião, o som da banda está mais evidente. Você acredita que vocês evoluíram musicalmente?

Morten Veland: Eu toquei todos os instrumentos no nosso último trabalho exceto os violinos, então talvez eu tenha progredido (risos). Definitivamente, tenho trabalhado muito nos últimos anos para melhorar minhas habilidades técnicas e tornar o Sirenia mais maduro. Cada minúsculo detalhe está sujeito a um monte de pensamentos e experimentações. Também sinto que Ailyn fez grande melhoria com ela cantando no último álbum.

Qual é a música que você está mais orgulhoso de ter composto?

Morten Veland: The Enigma of Life. Acredito que esta é a melhor musica que já compus.

Recentemente, o Sirenia se apresentou no Wacken, considerado o maior festival de heavy metal do Mundo. O que você tem a dizer desta experiência?

Morten Veland: Foi maravilhoso tocar no Wacken. O público foi fantástico! Foi muito bom sentir toda a energia que envolve o festival. Fãs de todas as partes do Mundo unidos em um mesmo lugar é algo único. Espero voltar ao Wacken em breve.

Como você vê a atual presença das mulheres no heavy metal com a importância de Cristina Scabbia (Lacuna Coil), Doro Pesch, Tarja Turunen, Amy Lee (Evasnescence), Angela Gossow (Arch Enemy), Dani Nolden (Shadowside), Anneke van Giersbergen (Agua de Annique) e a sua vocalista Ailyn?

Morten Veland: Penso que em 2011, homens e mulheres são iguais em nossa sociedade, pelo menos na maior parte do mundo. As mulheres definitivamente revolucionaram a cena do heavy metal nos últimos 20 anos. Eu sempre amei o som de uma banda de metal pesada combinado com uma bela voz feminina. E eu sempre pensei que a variação foi uma coisa boa. Eu sinto que há mais diversidade na cena do metal hoje em dia do que no passado.

Voltando ao novo disco. Quais são as músicas que você particularmente está mais satisfeito em ter gravado? O feedback dos fãs determina que este é o melhor disco da carreira do Sirenia?

Morten Veland: Eu amo todas as músicas deste álbum! Sinto que todas merecem o seu espaço no disco. As 12 composições foram escolhidas de um monte de músicas 30-40, e as presentes neste registro são as minhas prediletas. Eu acho que é difícil determinar o que define o melhor material, será uma questão de preferências. Mas a resposta dos fãs é o mais importante.

Penso que em 2011, homens e mulheres são iguais em nossa sociedade, pelo menos na maior parte do mundo. As mulheres definitivamente revolucionaram a cena do heavy metal nos últimos 20 anos.

Quais são as suas bandas favoritas no momento. Conhece ou gosta de alguma banda brasileira?

Morten Veland: Não tenho escutado muitas coisas novas. Me prendi nos anos 70, 80 e começo do anos 90. Escuto coisas novas mas não me prendo a nomes. Eu adoro o antigo Sepultura, com o Max nos vocais.

Quais são os seus planos para 2011?

Morten Veland: Queremos fazer mais shows e trabalhar em um novo disco durantes as turnês.

Sirenia


Conteúdo Relacionados

An Elixir for existence

2003
Hellion Records
8,5/10

Esse é o segundo álbum do ex-Tristania Morten Veland que mantem-se fiel às raízes góticas que plantou em sua antiga banda.
Todos os elementos necessários para um bom álbum de gothic metal estão aqui. Mas nada usado de forma abusiva ou inconseqüente. Tudo muito bem dosado, vocais guturais e sombrios, a voz melodiosa e o pesadelo sonoro do black metal na dosagem necessária em suas passagens mais rápidas.

São notórias as similaridades com o Tristania, mas achei o Sirenia melhor em sua composições e arranjos e bem mais criativo.

Logo na primeira faixa “Lithium and a Lover” as passagens black metal já levam a loucura, mas em “Voices Within” o tormento black mistura-se a bela voz de Henriette quebrando totalmente o clima de ferocidade e alguns coros dão um diferencial interessante à música.

Das nove faixas apenas uma tem menos de cinco minutos só que em nenhum momento o grupo soa repetitivo ou cansativo. A balada “An Elixir For Existence” é a menor faixa do play com seus pouco mais de quatro minutos, onde a mágica está mais uma vez na voz de Henriette.

Em “The Fall Within” vocais limpos de Morten deram o tom mais melancólico, o ritimo da faixa sem o peso do black metal que as outras músicas receberam a tornou bem mais triste, um prato cheio para os fãs do estilo.

Esse segundo trabalho do Sirenia só veio provar a qualidade não só de Morten, mas de todo o grupo que aos poucos conseguirá se distanciar do estigma de ex membro do Tristania.

Faixas

01. Lithium and a Lover
02. Voices Within
03. A Mental Symphony
04. Euphoria
05. In My Darkest Hours
06. Save Me From Myself
07. The Fall Within
08. Star-Crossed
09. Seven Sirens and a Silver Tear



Em Foco
Discografia Comentada
Shows
Long Live NWOBHM
Entrevistas


ULA
Metal Zone - Revista Digital especializada em Rock, Heavy Metal e suas vertentes, Tecnologia, Quadrinhos, HQ, Literatura, entre outros assuntos.
Jornalista Respons?vel: Filipe Souza - MTB: 32471/RJ
© 2000 - 2018
Somos Sociáveis :)
  • Myspace
  • Facebook
  • orkut
  • Last FM
  • Twitter
  • You Tube
Desenvolvido pela Art Com Texto - Comunicação & Design