Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/filipe5/metalzone.com.br/site/materias/materia.php:1) in /home/filipe5/metalzone.com.br/Connections/conn_metalzone.php on line 18

Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/filipe5/metalzone.com.br/site/materias/materia.php:1) in /home/filipe5/metalzone.com.br/Connections/conn_metalzone.php on line 22
Metal Zone | Long Live NWOBHM | Tokyo Blade | Revista Digital sobre Heavy Metal, Black Metal, Thrash Metal, Death Metal, Rock. Com resenhas de shows, cds, promoções, entrevistas, bandas de garagem, demo-tapes, cds demo.
Selo Generale traz, pela ótica de Ron Wood, os bastidores de uma das bandas mais importantes do mundo.

Gêneros:

MP3 Download

Schizophrenia

We Shout Louder
(Thrash Metal) Tamanho: 5.72 mb

Schizophrenia
baixar mp3
baixar mais músicas
Dicas de Cds

Def Leppard

The Best Of / (05) Rock Of Ages: The Definitive Collection
(NWOBHM)
Por: Henrique Linhares

Def Leppard
8,5/10
Ler Resenha

Hell

Human Remains
(NWOBHM)
Por: Luiz Ribeiro

Hell
9/10
Ler Resenha

Tank

Still at War
(NWOBHM)
Por: Filipe Souza

Tank
8,5/10
Ler Resenha

Def Leppard

Slang
(NWOBHM)
Por: Henrique Linhares

Def Leppard
6/10
Ler Resenha

Slander

Careless Talk Coast Lives
(NWOBHM)
Por: Luiz Ribeiro

Slander
9,5/10
Ler Resenha

Def Leppard

Euphoria
(NWOBHM)
Por: Henrique Linhares

Def Leppard
8,5/10
Ler Resenha

Wolfbane

Wolfbane
(NWOBHM)
Por: Luiz Ribeiro

Wolfbane
10/10
Ler Resenha

Satan

Life Setence
(NWOBHM)
Por: Luiz Ribeiro

Satan
9,5/10
Ler Resenha

Def Leppard

High N’ Dry
(NWOBHM)
Por: Henrique Linhares

Def Leppard
10/10
Ler Resenha

Tygers of Pan Tang

Ambush
(NWOBHM)
Por: Luiz Ribeiro

Tygers of Pan Tang
9,5/10
Ler Resenha

Def Leppard

Retro Active
(NWOBHM)
Por: Henrique Linhares

Def Leppard
10/10
Ler Resenha

Saxon

Call to Arms
(NWOBHM)
Por: Luiz Ribeiro

Saxon
9,5/10
Ler Resenha

Bitches Sin

The Rapture
(NWOBHM)
Por: Luiz Ribeiro

Bitches Sin
10/10
Ler Resenha

Def Leppard

Mirrorball
(NWOBHM)
Por: Ivo Campos

Def Leppard
9/10
Ler Resenha

More

Warhead
(NWOBHM)
Por: Luiz Ribeiro

More
9/10
Ler Resenha



Metal Zone Home Long Live NWOBHM → Tokyo Blade


Tokyo Blade

Gênero: NWOBHM
País: Inglaterra

Formação mais Recente:


http://www.myspace.com/tokyobladeofficial

PUBLICIDADE Assassin - Breaking the Silence
Videos

Kronos

Colossal Titan Strife




Tokyo Blade

Explosão não irá parar Power of the Nigth Festival

Por: Luiz Ribeiro (luizribeiro@metalzone.com.br)
17/07/2011

Dando continuidade a turnê de “Thousand Men Strong”, o Tokyo Blade foi anunciado como Headline do Power of the Nigth Festival, que estará sendo realizado em 16 e 17 de julho no Chipre. O festival, porém, ficou júdice, após uma terrível explosão na principal base naval das forças armadas cipriotas-gregas, no sul de Chipre, matando até o presente momento doze pessoas e deixando 60 feridos.

Em nota no site oficial da banda, o Tokyo Blade confirmou a realização do festival:
“Ficamos muito tristes ao ficar sabendo dos dos trágicos acontecimentos no Chipre, após uma explosão na base naval das Forças Armadas, que pode ser ouvida a mais quarenta milhas de distância, deixando doze mortos e mais de sessenta feridos. Nossas condolências. Nossos pensamentos estão com todos aqueles que foram afetados por este triste acontecimento.

Apesar de muitas áreas da ilha estarem sem eletricidade após a estação de energia principal da ilha ter sido danificada, estamos felizes de informar que nada pode impedir o Tokyo Blade de vir ao Chipre para estar junto de seus fãs, por algumas horas. O aeroporto está em plenas condições e o Power Of The Nigth Festival tem geradores próprios, em condições de garantir o espetáculo.

The show must go on!

Tokyo Blade


Conteúdo Relacionados

Thousand Men Strong

2011
Fastball Music
8/10

Formada em Wiltshire, no ano de 1983, no auge da N.W.O.B.H.M., esta grande banda Britânica teve como primeiro nome Killers. Após mudarem algumas vezes de nome e formação, estabilizaram-se como Tokyo Blade e com Alan Marsh nos vocais, Andy Boulton e John Wiggins nas guitarras, o baixista Andy Wrighton e o baterista Steve Pierce.

Após lançarem dois álbuns excepcionais, Tokyo Blade de 1983 e Nigth of the Blade de 1984, a banda deu uma amaciada no som, vindo a lançar uma seqüência de discos fracos, dando uma pausa, após No Remorse de 1989.

Retornaram com a formação quase original em 1995, com o muito bom Burning Down Paradise que, embora seja digno de nota, não trouxe a repercussão necessária. A banda entrou em novo hiato.
Eis que em 2008, o incansável Andy Boulton reativa a banda e é lançado um álbum ao vivo: Live in Germany. A repercussão é boa é um novo álbum de estúdio é divulgado.

É anunciada, ainda, a volta de quatro membros originais: Andy Boulton, John Wiggins, Andy Wrighton e Steve Pierce, além do desconhecido vocalista alemão Nicolaj Ruhnow. Com a poderosa produção de Chris Tsangarides (o mesmo de Painkiller do Judas Priest, que lhe valeu um Grammy) é lançado em 21 de Março de 2011, o tão aguardado Thousand Men Strong.

Confesso que nunca esperei tanto um lançamento quanto este. Nada poderia dar errado, a não ser o novo vocalista. E não é que o Mrs. Nicolaj Ruhnow é o ponto fraco do disco. Tudo está lá: as guitarras sensacionais de Andy Boulton e John Wiggins, a melodia e o peso característicos da banda, a cozinha firme e competente de Andy Wrighton e Steve Pierce, além da excelente produção de Chris Tsangarides.

Tudo no lugar, com exceção dos vocais, os quais parecem que não se encaixam ao som da banda. Nicolaj Ruhnow tem uma linha vocal muito parecida com Rob Halford. Somado a algumas semelhanças na produção, temos a sensação de, algumas vezes estar ouvindo Painkiller. A faixa inicial Black Abyss comprova tudo isso. Para quem esperava algo como Tokyo Blade, Nigth of The Blade ou até Burning Down Paradise é uma ducha de água fria.

Porém Thousand Men Strong nos garante bons e inspirados momentos. A faixa título com seu riff totalmente N.W.O.B.H.M., a melódica Forget in Hell’s Fire, No Conclusion e seu refrão que gruda na cabeça e Heading Down the Fire, onde Andy Boulton e John Wiggins mostram que estão em plena forma.

Fecha o álbum, uma regravação de Nigth of the Blade, a qual acredito que endossa minhas palavras: é bom mas podia ser muito melhor.

Se você não se importar de ouvir o Tokyo Blade, com um vocal parecidíssimo com Rob Halford, vai achar excelente. Agora se você espera o clássico Tokyo Blade do início da década de 80, pode se decepcionar. Contudo é um bom lançamento. Aguardemos o próximo, se possível, com novo vocalista.

Faixas

01. Black Abyss
02. Thousand Men Strong
03. Lunch-Case
04. Forged In Hell's Fire
05. No Conclusion
06. The Ambush
07. Killing Rays
08. Heading Down The Road
09. Condemned To Fire
10. Night Of The Blade



Em Foco
Discografia Comentada
Shows
Long Live NWOBHM
Entrevistas


ULA
Metal Zone - Revista Digital especializada em Rock, Heavy Metal e suas vertentes, Tecnologia, Quadrinhos, HQ, Literatura, entre outros assuntos.
Jornalista Respons?vel: Filipe Souza - MTB: 32471/RJ
© 2000 - 2018
Somos Sociáveis :)
  • Myspace
  • Facebook
  • orkut
  • Last FM
  • Twitter
  • You Tube
Desenvolvido pela Art Com Texto - Comunicação & Design