Metal Zone - Heavy Metal Web Magazine

Dismember

Um dos pilares do Death Metal sueco

Os integrantes Matti Karki (vocal), David Blomqvist (guitarra) e Fred Estby (bateria) são o núcleo vital de uma das mais importantes e reconhecidas bandas suecas de death-metal. O Dismember é considerado o pai do death metal sueco, lógico que ao lado de seus compatriotas do Edge of Sanity, At the Gates e Entombed.

O grupo surgiu ainda nos anos oitenta lá pelo finalzinho. É um dos pouquíssimos representantes do verdadeiro death-metal “old school” sueco. Seus trabalhos são tidos como referencia do estilo, que preserva a ferocidade, o peso e a técnica característica do death-metal sueco e europeu. O único álbum da banda que destoa da sua discografia seria o Massive Killing Capacity (1995) onde o grupo se aproxima de um death-rock que era uma linha adotada pelo Entombed.

Em meados de 1988 na cidade de Stockholm, capital da Suécia e principal cidade daquele país, em seu underground se formava o Dismember. A banda começou como um trio composto por Robert Sennerback (baixo/vocal), David Blomqvist (guitarra) e na bateria Fred Estby.

Esse line-up inicial foi mantido para a gravação de duas demos a primeira “Dismembered” e “Last Blasphemies”. Os membros originais da banda dobraram-se em 1989 quando se juntaram ao Carnage. Vale a pena abrir um parêntese aqui e contar um pouco sobre essa banda.

Biografia Dismember

O Carnage foi uma banda também da Suécia e de death-metal, que contou em sua formação com David Blomqvist, Fred Estby e Matti Karki, todos atualmente no Dismember. Além de Johnny Dordevic (baixo) que mais tarde faria parte do Entombed e Mike Amott (Arch Enemy, Carcass). Na verdade essa banda era um projeto de Mike que abandonou a banda após o lançamento do primeiro álbum “Dark Recollection” em 1990. Mike foi se juntar à banda inglesa Carcass e gravou logo de cara um dos melhores álbuns do grupo “Necroticism – Descanting” (1991) e Heartwork (1993), em 1995 montou o Arch Enemy.

Assim, com o fim do Carnage, David Blomqvist, Fred Estby e Matti Karki reativaram o Dismember. Ainda como um trio gravaram uma demo “Reborn in Blasphemy” antes de gravarem convidaram o guitarrista do Unleashed, Senneback e o ex-baixista do Carbonized Richard Cabeza. Para quem não sabe Carbonized foi uma das bandas de Christopher Johnsson do Therion.

A demo teve uma boa aceitação no cenário europeu o que levou a banda assinar um contrato com a Nuclear Blast. A gravadora alemã incluiu duas faixas da demo na coletânea “Death Is Just Beginning”.

Em 1991 a banda lança seu primeiro álbum, Like An Ever-Flowing Stream. O debut do Dismember é uma obra de arte. A começar pela capa. Até hoje me arrependo quando estive nas mãos com um pôster imenso dessa capa e não o comprei. Foi na época em que o LP foi lançado no Brasil pela Rock Brigade. Enfim…

O cd caiu como uma bomba no cenário europeu até então invadido pelo death-metal da Flórida com bandas como Death, Cannibal Corpse, Malevolent Creation e Deicide. A banda subiu rapidamente no conceito da imprensa e dos fãs. O Dismember conseguiu também uma boa notoriedade quando a Inglaterra e a Austrália confiscaram ‘Like An Ever Flowing Stream” por conter material “indecente e obsceno”. Além de realizarem uma extensa tour com o Death e o com o Cannibal Corpse.

Focando o lançamento do segundo álbum, o Dismember sacia a sede por death-metal dos fãs com o EP “Pieces” lançado em 1992. Em 1993 lançam o segundo álbum “Indecent and Obscene”. Esse trabalho foi responsável por levar a banda pela primeira vez aos EUA tocando com o Suffocation e Deicide. Depois retornaram à Europa para tocar com o Morbid Angel.

O terceiro álbum da banda é lançado em 1995 e divide opiniões. “Massive Killing Capacity” é tido como o melhor momento da banda por alguns e como trabalho fraco. Fraco porque o Dismember sempre primou por novas sonoridades sem deixar de lado a brutalidade de suas músicas, nesse trabalho a banda estaria mais melódica. Mas as maiores críticas que se fazem a esse trabalho é que a banda perdeu sua identidade soando muito como o Entombed.

Após o terceiro trabalho a banda se deu férias e retornou com um Ep em 1997 chamado “Misanthropic” e ainda no mesmo ano lançam “Death Metal”. Um trabalho tão forte quanto seus antecessores. Porém, vale ressaltar que o Dismember é um grupo em constante mutação e a cada novo álbum a banda surge com adicionais musicais que melhoram e muito seu trabalho. E com “Death Metal” não foi diferente, a banda está parecendo muito com algumas atuais bandas de death metal melódico. É um trabalho que vale a pena conferir.

Em 2000 o grupo retoma as atividades com “Hate Campaign”, o nome faz jus a brutalidade do álbum que trouxe a banda novamente aos olhos dos fãs e do cenário do death metal mundial. Esse foi o último trabalho da banda pela gravadora Nuclear Blast.

Somente quatro anos depois de “Hate Campaign” que a banda volta com uk novo trabalho de estúdio. E é justamente com “Where Ironcrosses Grow”, lançado em 2004, que o grupo dá as caras novamente no cenário death metal mundial. Esse trabalho manteve o death metal “old school” característico da banda, porem sem soar totalmente extrema.

Parece que “Where Ironcrosses Grow” (2004), fez a banda retomar os lançamentos constantes de novos trabalhos, sem deixar uma lacuna de tempo entre os discos. Prova disso é “The God That Never Was”, lançado em 2006, que foi seu sétimo trabalho de estúdio e conseguiu mais uma evidenciar o nome do Dismember como um dos mais importantes do cenário. Esse cd foi lançado no Brasil via Hellion Records.

O oitavo disco da banda foi lançado em 2008 e parece que o grupo estava sedento por peso e death metal. O trabalho é uma aula do estilo e une diversas referencias a bandas de outros estilos como Slayer e Motorhead, mas tudo isso encorpado com a cara do Dismember. Esse trabalho é considerado um dos melhores discos da banda nos últimos anos.

Infelizmente em outubro de 2011 o baixista da banda Tobias Cristiansson informou o fim do grupo, “Depois de 23 anos, o Dismember decidiu terminar. Agradecemos aos nossos fãs pelo apoio”.

discografia Dismember

Like An Ever-Flowing Stream

1991 Nuclear Blast

  1. Override Of The Overture
  2. Soon To Be Dead
  3. Bleed For Me
  4. And So Is Life
  5. Dismembered
  6. Skin Her Alive
  7. Sickening Art
  8. In Death’s Sleep
  9. Deathevocation
  10. Defective Decay
  11. Torn Apart
  12. Justifiable Homicide

Formação: 

  • Matti Karki
  • David Blomqvist
  • Robert Senneback
  • Richard Cabeza
  • Fred Estby

Indecent & Obscene

1993 Nuclear Blast

  1. Fleshless
  2. Skinfather
  3. Sorrowfilled
  4. Case # Obscene
  5. Souldevourer
  6. Reborn In Blasphemy
  7. Eviscerated (Bitch)
  8. 9th Circle
  9. Dreaming In Red

Formação:

  • Matti Karki
  • David Blomqvist
  • Robert Senneback
  • Richard Cabeza
  • Fred Estby

Massive Killing Capacity

1995 Nuclear Blast

  1. I Saw Them Die
  2. Massive Killing Capacity
  3. On Frozen Fields
  4. Crime Divine
  5. To The Bone
  6. Wardead
  7. Hallucigenia
  8. Collection By Blood
  9. Casket Garden
  10. Nenia
  11. Life – Another Shape Of Sorro

Formação:

  • Matti Karki
  • David Blomqvist
  • Robert Senneback
  • Richard Cabeza
  • Fred Estby

Death Metal

1997 Nuclear Blast

  1. Of Fire
  2. Trendkiller
  3. Misanthropic
  4. Let The Napalm Rain
  5. Live For The Fear (Of Pain)
  6. Stillborn Ways
  7. Killing Compassion
  8. Bred For War
  9. When Hatred Killed The Light
  10. Ceremonial Comedy
  11. Silent Are The Watchers
  12. Mistweaver

Formação: 

  • Matti Karki
  • David Blomqvist
  • Robert Senneback
  • Richard Cabeza
  • Fred Estby

Hate Campaign

2000 Nuclear Blast

  1. Suicidal Revelations
  2. Questionable Ethics
  3. Beyond Good And Evil
  4. Retaliate
  5. Enslaved To Bitterness
  6. Mutual Animosity
  7. Patrol 17
  8. Thanatology
  9. Bleeding Over
  10. In Death’s Cold Embrace
  11. Hate Campaign

Formação:

  • Matti Karki
  • David Blomqvist
  • Magnus Sahlgren
  • Sharlee D’Angelo
  • Fred Estby

Where Ironcrosses Grow

2004 Karmageddon Media

  1. Where Ironcrosses Grow
  2. Forged With Hate
  3. Me-God
  4. Tragedy Of The Faithful
  5. Chasing The Serpent
  6. Where Angels Fear To Tread
  7. Sword Of Light
  8. As The Coins Upon Your Eyes
  9. Children Of The Cross
  10. As I Pull The Trigger

Formação:

  • Matti Karki
  • David Blomqvist
  • Martin Persson
  • Richard Cabeza
  • Fred Estby

The God That Never Was

2006

  1. The God That Never Was
  2. Shadows of The Mutilated
  3. Time Heals Nothing
  4. Autopsy
  5. Never Forget, Never Forgive
  6. Trail of The Dead
  7. Phantoms (Of The Oath)
  8. Into The Temple of Humiliation
  9. Blood for Paradise
  10. Feel The Darkness
  11. Where No Ghost is Holy

Formação: 

  • Matti Karki
  • David Blomqvist
  • Martin Persson
  • Tobias Christiansson
  • Fred Estby

Dismember

1987 Atlantic

  1. Death Conquers All
  2. Europa Burns
  3. Under A Bloodred Sky
  4. The Hills Have Eyes
  5. Legion
  6. Tide of Blood
  7. Combat Fatigue
  8. No Honour In Death
  9. To End It All
  10. Dark Depth
  11. Black Sun

Formação:

  • Matti Karki
  • David Blomqvist
  • Martin Persson
  • Tobias Christiansson
  • Thomas Daun

Formação Atual

  • Matti Karki – vocal (ex-Carnage, ex-Murder Squad)
  • David Blomqvist – guitarra
  • Martin Persson – guitarra
  • Tobias Christiansson – baixo (Grave)
  • Thomas Daun – bateria (ex-Insision)

 

Membros Anteriores

Robert Senneback – guitarra (ex-Unleashed)

Magnus Sahlgren – guitarra (ex-Lake Of Tears)

Richard Cabeza – baixo (ex-Murder Squad, Unanimated)

Sharlee D’Angelo (Charles Andreason) – baixo (Arch Enemy, ex-Illwill, ex-Mercyful Fate, The Night Flight Orchestra, ex-Sinergy, Spiritual Beggars, Witchery)

Fred Estby – bateria (ex-Carnage)

origem

Suécia

Gênero

Death Metal

Filipe Souza

Filipe Souza

Jornalista, designer, analista de marketing, gateiro, empreendedor em negócios digitais, amante da cultura hindu e thelema, colecionador de vinis e cds.

Play it loud!

Skid Row – Slave to the Grind

Esqueça a figura do Sebastian Bach por apenas um segundo. Esqueceu? Agora ouça esse disco – Slave to the Grind

Helloween – Live in the U.K

O que se pode dizer de um disco ao vivo que resgata o melhor de uma das mais conhecidas bandas

leia mais

Ozzy Osbourne – Speak of the Devil (1982)

Esse disco representa muito para mim. Desde adolescente sou maluco pra ter em vinil. e hoje tenho duas cópias. Já

leia mais
Assine Hostinger

Biografias

Manowar

manowar O Manowar é uma banda que dispensa apresentações, qualquer fã de metal pelo menos já ouviu falar desse quarteto

Iron Angel

O Iron Angel foi uma daquelas bandas de thrash-speed metal alemãs que estouraram na década de 80. Gravando apenas dois

leia mais

Carnivore

Imagine que você é um de poucos sobreviventes sem sorte de uma guerra termonuclear de proporções mundiais. O ambiente tranquilo

leia mais

Kreator

Originários de Essen, na Alemanha, o Kreator surgiu por volta de 1984, ainda com o nome de Tormentor. O trio

leia mais

podcast

Em Foco

50 anos de Sticky Fingers dos Rolling Stones

Um dos meus discos favoritos dos Stones chegou muito bem aos 50 anos. Stick Fingers é o décimo primeiro trabalho

Metal Zone Unboxing – Livro No Celebration – A Biografia Oficial do Paradise Lost – Estética Torta

Eis que o Jaiminho entrega hoje essa coisa mais linda do mundo. Com um acabamento absurdamente caprichado, o livro No

leia mais

Hoje no Metal: Scorpions – Blackout [29/03-1982]

São 39 aninhos hein meu querido? Opaaaa, não estou falando de você meu caro leitor e sim desse furacão chamado

leia mais

Hoje no Metal: Mr. Big – Lean Into It do Mr. Big completa 30 anos

Mais um trintão na área!!! E na data de hoje 26/03 só que em 1991 saiu um baita disco de

leia mais

Últimas Notícias

Drowned: lançado o vídeo oficial do novo single “Doctor Horror Medical Group”

compartilhe: Share on facebook Share on twitter Share on pinterest Share on tumblr Share on telegram Share on whatsapp Share

Twilight Aura retoma atividades com Andre Bastos (ex-Angra), Daísa Munhoz e vídeo de “Watching the Sky”

Twilight Aura retoma atividades com Andre Bastos (ex-Angra), Daísa Munhoz e vídeo de “Watching the Sky” Após 28 anos desde

leia mais

May Undead: vocalista participa do Sabbatonero, tributo ao Black Sabbath organizado por Tony Dolan (Venom Inc)

May Undead: vocalista participa do Sabbatonero, tributo ao Black Sabbath organizado por Tony Dolan (Venom Inc) A vocalista do Torture

leia mais

Holocausto War Metal: informações sobre a coletânea “Reborn to Eternity”

Holocausto War Metal: Confira informações sobre a coletânea “Reborn to Eternity” Nesta sexta-feira, 02/04, será lançado um teaser da coletânea

leia mais